Império Sanjam. Pai acusa filha de o ter roubado e de traição

Ana Leal 18 de novembro de 2022

Nuno Santos acusa a filha de ter desviado dinheiro da empresa e de ter levado a cabo um golpe palaciano para o afastar da liderança de uma das maiores cadeias de cabeleireiros do País, que o próprio fundou.

São memórias de uma vida, arrumadas uma a uma num caixote de papel. O momento é de tristeza e Nuno Santos, fundador do império Sanjam, uma das maiores cadeias de cabeleireiros do País, não consegue disfarçar. "Há a cidade proibida na China e aqui são as fotografias proibidas da minha ex-filha, que me traiu. Depois de lhe ter dado tudo, ela cortou-me o pescoço. Fiquei sem nada", diz à SÁBADO, referindo-se a Joana, a filha do meio de três irmãos, que à revelia do pai assumiu o comando das empresas.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais