Da Europa de Leste a Portugal: um esquema de tráfico de armas

Susana Lúcio 25 de julho de 2020

Oito pessoas foram acusares de estarem envolvidas num esquema de venda de armas ilegais, compradas na Europa de Leste, e transformadas em casa de um ex-militar ucraniano.


O Ministério Público acusou oito homens de estarem envolvidas num esquema de venda de armas ilegais, compradas na Europa de Leste, e transformadas em casa de um ex-militar ucraniano.

Três arguidos foram acusados de associação criminosa, tráfico e mediação de armas e branqueamento de capitais, os restantes de posse de arma proibida, segundo a acusação do Departamento de Investigação e Acção Penal de Lisboa, a que a SÁBADO teve acesso

O principal acusado, V.G., um ucraniano com dupla nacionalidade portuguesa, é acusado de criar e liderar a organização criminosa que desde 2016 vendeu armas modificadas, adquiridas de forma legal na Eslováquia e na República Checa.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais