CSM deteta centenas de processos atribuídos sem sorteio na Relação de Lisboa

SÁBADO 11 de março de 2020

Investigação do Conselho Superior de Magistratura mostra que, ao longo dos últimos 15 anos, processos distribuídos manualmente no tribunal no meio do furacão da da investigação da Operação Lex foram às centenas.

O Conselho Superior da Magistratura (CSM) detetou centenas de casos entregues sem sorteio no Tribunal da Relação de Lisboa ao longo dos últimos 15 anos. De acordo com a edição do Público desta quarta-feira, os resultados preliminares da investigação aberta pelo orgão superior de gestão e disciplina de magistrados não significam, por si só, que haja indícios de fraude ou viciação, além das três manipulações já conhecidas e que fazem parte da investigação da Operação Lex.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais