António Mexia pede afastamento de juiz Carlos Alexandre do processo EDP

António Mexia pede afastamento de juiz Carlos Alexandre do processo EDP
SÁBADO 29 de maio de 2020

Com este pedido, o presidente executivo da EDP faz com que os interrogatórios que estavam agendados para os dias 2 e 3 de junho sejam adiados.

A defesa de António Mexia e João Manso Neto pediram na quinta-feira o afastamento do juiz Carlos Alexandre do processo EDP, alegando parcialidade do magistrado.

"Confirmo a entrega do pedido de recusa do juiz Carlos Alexandre", disse à agência Lusa João Medeiros, advogado do presidente da EDP António Mexia e do responsável máximo da EDP Renováveis João Manso Neto.

Com este incidente de recusa do juiz, no qual a defesa coloca em causa a imparcialidade do magistrado, ficam sem efeito as inquirições de António Mexia e João Manso Neto e também de João Conceição, administrador da REN e ex-assessor do antigo ministro Manuel Pinho, agendadas para a próxima semana.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação