Seria melhor  um mundo multipolar, em vez da hegemonia americana unipolar?
José Pacheco Pereira Professor
30 de junho

Seria melhor um mundo multipolar, em vez da hegemonia americana unipolar?

Ao ver o que está a acontecer na Ucrânia - com uma guerra convencional de ocupação de território, com destruições maciças, mortes indiscriminadas de civis, instigação à guerra civil -, eu sei que os EUA são precisos para a segurança da Europa.

A resposta é "sim", mas o maior golpe à possibilidade desse mundo multipolar foi dado por Putin, que o tornou improvável a curto e médio prazo. E mais: tornou-o perigoso para as democracias. A resposta é "não", se isso significar áreas de influência supranacionais, das tais "nações fortes e soberanas" no dizer de Putin, garantidas pela força das armas e pela violência a partir de regimes ditatoriais, que prendem e matam os seus cidadãos, impedem a liberdade de expressão, e a existência de qualquer oposição. Exemplos? Os mesmos que pensa Putin, a Rússia e a China.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Opinião Ver mais