Mar, Rio, ribeiros e riachos
Nuno Rogeiro
20 de dezembro de 2021

Mar, Rio, ribeiros e riachos

É tudo ao mesmo tempo muito simples e muito complicado: Rio tem de ignorar os riachos, deixar o som dos ribeiros, e chegar ao mar eleitoral. Parecia possível. Pelo menos antes do suicida tweet Rendeiro.

Do dito “comentário social” só se sairia airosamente com algo do género: “A minha conta foi pirateada por sicários do pseudobanqueiro. Desculpa a todos, especialmente ao Condestável da República, Luís Neves. Vosso, Rui.”

Vamos por partes.

Rui Rio, a fazer fé na sondagem da Pitagórica de 10-15 de novembro, estava a 6,1% do PS, com 32,1% das intenções de voto.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Opinião Ver mais