A pele renovada
Ângela Marques Jornalista
27 de novembro de 2022

A pele renovada

A minha pele estava muito maltratada, continuava ela – mas maltratado estava era a ser o meu coração. Engoli em seco.

Com a sensibilidade de uma retroescavadora, ela olhou para mim e torceu o nariz. Eu estava seminua, o que não ajudou a que encarasse aquele esgar com desportivismo. Ponderei até vestir-me e bater com a porta. Só que isso não faria sentido – afinal, eu estava a pagar para estar ali e a minha pele não se ia limpar sozinha.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Opinião Ver mais