Partido de extrema-direita distribuiu bilhetes só de ida a estrangeiros

Nuno Paixão Louro 16 de fevereiro de 2017

O polémico Danskernes Parti, da Dinamarca, ofereceu passagens de avião (falsas), sem retorno, a residentes não-ocidentais de bairro suburbano de Copenhaga

O partido dinamarquês de extrema-direita, Danskernes, distribuiu bilhetes de avião falsos, só de ida, num subúrbio de habitação social, perto de Copenhaga, maioritariamente habitado por emigrantes. O destino era Langtbortistan, qualquer coisa como ‘longinquistão’.

Não é a primeira vez que o partido, fundado por um antigo neo-nazi, atrai atenção sobre si através de acções controversas – em Setembro, a SÁBADO noticiou outra iniciativa polémica: a distribuição de latas de spray anti-refugiado.


Os bilhetes de avião, a imitar passagens verdadeiras, foram colocados nas caixas de correio de Brondby Strand cujos nomes soavam pouco dinamarqueses, endereçados "aos estranhos/estrangeiros", daquela área, e a assinados: "com amor, do Partido dos Dinamarqueses". Uma parte estava escrita em árabe e desejava "uma boa viagem para casa".

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais