Como se calcula o lay-off que começa a meio do mês? Governo esclarece

Jornal de Negócios 23 de abril de 2020

O esclarecimento foi prestado pelo Governo depois de ter sido divulgado que a Segurança Social estava a adoptar uma interpretação mais prejudicial para trabalhadores e empresas.

Os trabalhadores que entraram em lay-off a meio do mês terão direito a uma compensação de dois terços do salário (com o limite mínimo de 635 euros e máximo de 1.905 euros) em relação a ao período mais curto do lay-off, e não a todo o mês em causa.

O esclarecimento foi prestado pelo Governo ao Negócios depois de a UGT ter divulgado que a Segurança Social estava a adoptar um entendimento mais prejudicial para as empresas e para os trabalhadores nesta circunstância.

"Segundo as nossas fontes, a Segurança Social entende, por exemplo, que se um trabalhador entrou no regime de ‘lay-off’ em 20 de março, não terá qualquer apoio nesse mês porquanto já auferiu 2/3 do seu vencimento", explicou o secretário-geral da UGT, Carlos Silva, num comunicado divulgado esta tarde.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Investigação
Opinião Ver mais