Trabalhadores da RTP sem direito a férias nem licença de paternidade

Trabalhadores da RTP sem direito a férias nem licença de paternidade
Leonor Riso 19 de agosto de 2016

A denúncia é feita por um grupo de precários da empresa, que garantem que estas condições laborais afectam 300 pessoas

Há centenas de trabalhadores precários na RTP que não têm direito a férias e cujo emprego fica em risco se gozarem a licença de paternidade. A denúncia é dos Precários RTP, que garante estas pessoas são "falsos recibos verdes com horários, chefias e local de trabalho fixo". Também não têm direito a licenças de casamento e ganham menos que o salário mínimo (após a aplicação dos descontos).

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais