Reformados exigem aumento intercalar de pensões

CM 31 de maio de 2016

Cerca de 50 pessoas concentraram-se no centro de Lisboa,

Por Correio da Manhã

Perto de 50 elementos da Confederação Nacional de Reformados, Pensionistas e Idosos (MURPI) concentraram-se esta terça-feira frente ao Ministério do Trabalho e da Segurança Social, em Lisboa, a exigir aumentos intercalares das reformas.

Em declarações à imprensa, Casimiro Menezes, presidente do MURPI disse que estes aumentos intercalares são necessários para que os pensionistas "retomem o poder de compra perdido nos últimos quatro anos de austeridade que foi imposta" aos portugueses.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login