Recuo de Macron não trava protestos dos "coletes amarelos"

CM 05 de dezembro de 2018

Governo francês suspende aumento dos combustíveis por seis meses para tentar travar contestação.

Por Ricardo Ramos - Correio da Manhã

O presidente francês Emmanuel Macron cedeu esta terça-feira a três semanas de protestos violentos contra o aumento dos preços dos combustíveis e mandou suspender a aplicação da medida por seis meses. No entanto, o recuo não convenceu os ‘coletes amarelos’, que prometem continuar com os protestos até à anulação dos aumentos.

"Não podemos ser cegos e surdos e ignorar a cólera das ruas. Os franceses que vestiram coletes amarelos querem que os impostos desçam e o seu trabalho seja recompensado. Isso também é o que nós queremos. Se não conseguimos convencer os franceses, algo tem de mudar", afirmou o primeiro-ministro Édouard Philippe ao anunciar o recuo do governo.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login