Portugal não compreende expulsão do embaixador espanhol na Venezuela

CM 26 de janeiro de 2018

"Não compreendemos os fundamentos da decisão porque é muito importante preservar os canais diplomáticos", disse Augusto Santos Silva.

Por Correio da Manhã

O ministro dos Negócios Estrangeiros de Portugal, Augusto Santos Silva, disse esta sexta-feira "não compreender os fundamentos da decisão inamistosa" que a Venezuela tomou relativamente a Espanha, ao decidir expulsar de Caracas o embaixador espanhol.

"Vejo com muita preocupação, a União Europeia já emitiu uma declaração, concertada entre todos, incluindo Portugal, que é muito clara ao condenar a atitude inamistosa das autoridades venezuelanas", disse Santos Silva à Lusa, à margem de um Fórum Empresarial entre Portugal e o Vietname, que decorre esta tarde em Lisboa.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login