MP recorre para tentar levar a julgamento autarca de Vila Verde

CM 07 de maio de 2018

António Vilela está acusado dos crimes de prevaricação e de desacatamento ou recusa de execução de decisão do tribunal.

Por Correio da Manhã

O Ministério Público (MP) vai recorrer da decisão do Tribunal de Braga de não levar a julgamento o presidente da Câmara de Vila Verde no "caso do estacionamento", revelou esta segunda-feira à Lusa a Procuradoria-Geral da República.

No processo, António Vilela (PSD) está acusado, pelo MP, dos crimes de prevaricação e de desacatamento ou recusa de execução de decisão do tribunal.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login