Merkel chega a acordo sobre refugiados com parceiros da CSU

Negócios 09 de outubro de 2017

O saldo anual entre entradas e saídas no país fica estabelecido em 200 mil pessoas e será proposta uma lei que dê primazia a refugiados cujas competências se encaixem no mercado de trabalho. CDU prossegue agora contactos com outros futuros parceiros de coligação.

Por Paulo Zacarias Gomes - Jornal de Negócios

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login