Médico de ginastas dos EUA condenado

CM 26 de janeiro de 2018

Larry Nassar foi acusado por mais de 150 mulheres. Maioria das vítimas são atletas.

Por Correio da Manhã

Após sete dias de testemunhos perturbadores das vítimas, o antigo médico da seleção de ginástica desportiva feminina dos EUA, Larry Nassar, foi condenado nesta quarta-feira a 175 anos de cadeia.

Nassar foi acusado de abusos por 156 mulheres, algumas delas medalhadas olímpicas como Aly Raisman ou Simone Biles. Nassar foi condenado por crimes cometidos, nalguns casos, sobre meninas de seis anos.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login