Lutadora de UFC agrediu homem que a tentou assaltar e deixou-o KO

Record 07 de janeiro de 2019

Assaltante terminou a suplicar para que Polyana Viana não lhe batesse mais

Por Record - Record

A lutadora de UFC Polyana Viana demonstrou a utilidade de se praticar artes marciais quando foi vítima de uma tentativa de assalto neste sábado no Rio de Janeiro. "Estava à espera de um Uber quando um homem se aproximou e se sentou ao meu lado. Perguntou-me as horas e eu disse-lhas. Ele não se foi embora, comecei a suspeitar e, nesse momento, disse-me para lhe dar o meu telemóvel e para não fazer nada brusco porque estava armado", contou a lutadora ao 'MMA Junkie'.

Como estavam muito próximos, Polyana Viana pensou que, caso se tratasse de uma pistola verdadeira, o assaltante não teria tempo de a apontar se ela reagisse rapidamente. "Pus-me de pé, dei-lhe dois socos e um pontapé para o atirar ao chão e, no solo, imobilizei-o com uma técnica de estrangulação, conhecida como 'mata-leão'", revelou a lutadora, que detém um recorde de 10-2 em combates de MMA.

Terá sido o próprio assaltante a suplicar para que Viana ligasse para a polícia. "Eu estava bem e via-o assustado. Pediu-me para o soltar, enquanto dizia que só me tinha perguntado as horas e eu disse-lhe que não o soltaria até que a polícia chegasse", sentenciou. 

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login