Líderes nacionalistas da Catalunha presos por apoio ativo

CM 18 de outubro de 2017

Responsáveis da Òmnium e da Assembleia Nacional Catalã acusados de mobilizar a população ?para impedir aplicação da lei? que proibiu o referendo.

Por Correio da Manhã

A juíza Carmen Lamela decretou a prisão preventiva, sem direito a fiança, dos líderes das associações separatistas Assembleia Nacional Catalã (ANC) e Òmnium Cultural. Jordi Sànchez e Jordi Cuixart são acusados de "impedir a aplicação da lei"e de promover protestos contra as forças da ordem espanholas com o intuito de "conseguir a celebração do referendo e a proclamação de uma república catalã".

A acusação baseia-se nos factos ocorridos a 20 e 21 de setembro, quando milhares de pessoas cercaram "dois edifícios" do governo autónomo para impedir a polícia espanhola de prender responsáveis catalães e de apreender documentos da organização do referendo ilegal de 1 de outubro. Durante o cerco foram vandalizados quatro carros da polícia e houve ameaças contra os agentes da ordem.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login