Líder catalão pede diálogo com Madrid

CM 03 de outubro de 2017

Puigdemont quer negociações sob mediação internacional para evitar ?separação traumática?.

Por Correio da Manhã

O líder do governo autonómico da Catalunha, Carles Puigdemont, pediu ontem a abertura de um processo de diálogo "sob mediação internacional" com o governo de Madrid, um dia após anunciar que os catalães "conquistaram o direito à independência" no referendo ilegal de domingo, que ficou marcado pela violenta repressão policial.

"Não pretendemos uma separação traumática. Queremos um novo entendimento com o Estado espanhol", afirmou Puigdemont, que se mostrou determinado em aplicar o resultado do referendo e proclamar a independência unilateral. "O referendo é vinculativo e temos de tomar decisões políticos", frisou, deixando, no entanto, entender que poderá adiar a proclamação se Madrid aceitar dialogar, na condição de as negociações decorrerem sob mediação internacional. "Este não é um problema interno de Espanha, é um problema europeu. A UE deve deixar de olhar para o outro lado", afirmou.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui