Golfinhos podem travar dragagens no Porto de Setúbal

CM 19 de dezembro de 2018

Impacto será "devidamente monitorizado", assegura a APA.

Por Francisca Genésio - Correio da Manhã

As dragagens do Porto de Setúbal poderão parar caso a comunidade de golfinhos-roazes abandone o estuário do Sado. A garantia foi dada ontem pelo presidente da Agência Portuguesa do Ambiente (APA), Nuno Lacasta, na Comissão de Ambiente, na Assembleia da República.

"Eu sou da zona da Caldeira de Troia e lembro-me de não existirem golfinhos nesta região quando era criança, mas eles voltaram", disse Nuno Lacasta, sublinhando que as obras serão "devidamente monitorizadas", de forma a avaliar o impacto na comunidade.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login