Filha homicida isolada na prisão após matar professora

CM 13 de setembro de 2018

Diana Fialho está no hospital-prisão fechada 22 horas/dia.

Por Correio da Manhã

Sem mostrar qualquer arrependimento e ponta de emoção ou choro, Diana Fialho passa 22 horas diárias fechada e apenas na companhia de outra reclusa, num quarto do Hospital-Prisão de Caxias.

Filha desfere pancadas fatais e queima corpo de professora do Montijo A jovem de 23 anos, que, tal como o marido, Iuri Mata, está em prisão preventiva pela morte de Amélia Fialho (mãe de Diana), passou pela cadeia feminina de Tires, mas os Serviços Prisionais decidiram pelo afastamento, por questões de segurança.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login