Divórcio deixa de ser um pecado mortal

CM 09 de abril de 2016

Papa propõe caminho de discernimento para católicos divorciados.

Por Correio da Manhã

"Já não é possível dizer que todos os que estão numa situação chamada ‘irregular’ vivem em estado de pecado mortal". A frase é do papa Francisco e consta da exortação apostólica sobre a família, ontem divulgada.

Mesmo sem o referir claramente, o chefe da Igreja Católica, ao admitir que o divórcio já não é pecado mortal, abre a porta à comunhão dos divorciados recasados.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login