Autarca de Vila Verde não vai a julgamento

CM 28 de abril de 2018

Juiz de instrução criminal contradiz Ministério Público e decide o arquivamento do caso.

Por Correio da Manhã

Ocaso remonta a 11 de dezembro de 2013 quando, segundo a acusação do Ministério Público, o presidente da Câmara de Vila Verde deu, à revelia de qualquer deliberação do Executivo, ordem aos fiscais municipais para não aplicarem multas de estacionamento na vila.

Esta ordem do autarca terá resultado do facto de a empresa concessionária ter começado a colocar nos automóveis estacionados sem o devido pagamento "avisos de incumprimento", o que, segundo Vilela, significaria uma "dupla penalização" para os automobilistas.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login