Adolescentes portugueses condenados por gravarem nome no portão de Auschwitz

CM 27 de junho de 2017

Os dois estavam na Polónia para participar nas Jornadas Mundiais da Juventude.

Por Correio da Manhã

Dois adolescentes católicos portugueses foram hoje condenados por um tribunal polaco a um ano de prisão, com pena suspensa por terem gravado os nomes no portão da entrada principal de Auschwitz-Birkenau, por onde chegavam os comboios ao campo de concentração.

Na altura, os dois estavam na Polónia para participar nas Jornadas Mundiais da Juventude, organizadas pela cidade de Cracóvia, e onde participou o papa Francisco.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login