Adolescente e menina guineense morrem vítimas de excisão

CM 19 de agosto de 2016

A excisão está profundamente enraizada nos costumes da Serra Leoa.

Por Correio da Manhã

Uma adolescente morreu na Serra Leoa, devido a uma excisão durante uma cerimónia de iniciação a uma sociedade secreta, uma prática que provocou igualmente a morte a uma criança de dez anos na Guiné-Conacri.

Estes dois países fazem parte das dez nações do mundo onde esta prática é mais frequente (todos africanos), atingindo cerca de 90% das mulheres na Serra Leoa e 96% na Guiné, mas o ritual diminuiu drasticamente durante o surto de Ebola que afetou estas regiões até 2016.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login