Airbus admite falhas nos novos aviões da TAP

Airbus admite falhas nos novos aviões da TAP
Diogo Barreto 15 de julho de 2019

Enjoos dos membros da tripulação e um cheiro forte a óleo durante a descolagem originaram muitas queixas dos clientes da TAP que voaram nos novos aviões.

A fabricante de aviões francesa Airbus admite que os aviões A330neo que vendeu à TAP têm falhas técnicas. Foi até já criada uma equipa destinada a resolver o problema. 

A Airbus admitiu as falhas numa carta enviada à TAP a 7 de junho, mais de duas semanas depois de a TAP ter dado a conhecer que havia problemas, refere o Diário de Notícias. Na carta citada pelo jornal, a Airbus admite que tomou conta dos relatos de "dois efeitos diferentes: cheiros pouco comuns e sintomas de desconforto, não havendo uma correlação entre os dois fatores".

Na mesma missiva, a Airbus detetou "que o arranque do motor poderia gerar odores na cabina", uma vez que "algumas gostas de óleo poderiam ser libertadas no compressor de alta pressão", ainda durante os testes de voo. Seriam essas gotas de óleo que criavam o cheiro "durante a fase de táxi, descolagem e subida".

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Investigação
Opinião Ver mais