O Governo sempre-em-pé
Eduardo Dâmaso
22 de julho de 2021

O Governo sempre-em-pé

Costa tem uma teimosia proverbial, mas sabe muito bem que nunca chegará ao fim da legislatura em condições de ter o PS a lutar por uma maioria clara se não renovar a equipa. Resta saber se ainda é capaz.

António Costa lidera um Governo exausto, cheio de ministros desgastados e ansiosos por abandonar o barco, mas resiste, contra ventos e marés. O primeiro-ministro sempre foi um conservador – no estrito sentido da conservação – em matéria de solidariedade política com os seus homens, mesmo quando não fazem parte do restrito clube dos seus amigos. É historicamente defensor de uma espécie de governo sempre-em-pé, que resista contra ventos e marés e não ceda às dificuldades, por homéricas que sejam. É a sua maneira de estar na política, não tem outra. Por isso, faz repetidamente de bombeiro dos seus ministros, mesmo quando já nem o mais fanático militante socialista os defende. Foi assim em todos os seus governos.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Opinião Ver mais