Raquel Serejo Martins Escritora
04 de dezembro de 2017

O paraíso do avesso

O paraíso era uma paragem de autocarro. Ele subia a rua. Ela descia a rua. Chegavam à mesma hora, quase à mesma hora, o mesmo horário a cumprir.

O paraíso era uma paragem de autocarro.

Ele subia a rua.

Ela descia a rua.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login