Uma praga de nome esquisito
Paula Cordeiro
27 de julho

Uma praga de nome esquisito

São brinquedos feitos de plástico de proveniência duvidosa, sem certificação ou protecção, com cores e tintas que desvanecem ao fim de um dia de utilização e que, muito provavelmente, acabam mar. Isto sim, é motivo de ansiedade e stress.

Com tanta coisa a acontecer no mundo, chuvas torrenciais em pleno Verão europeu, inundando cidades inteiras, jogos olímpicos no Japão, Salgados do costume a salgar o (já) mar salgado deste Portugal, eu escolho falar de uma praga não tecnológica, mas que a tecnologia espalhou. Pais entenderão: fidget toys.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui