Os cocós de Mário Ferreira
João Paulo Batalha
06 de julho

Os cocós de Mário Ferreira

A "bazuca" europeia, que ia ser um tiro no porta-aviões da crise, é para já tiro e queda para o empresário Mário Ferreira – e mais um sinal de alarme para o que aí vem.

Há um ano e pouco, a presidente da Transparência Internacional Portugal, Susana Coroado, alertava em entrevista ao Jornal de Negócios para o risco de a chuva de dinheiro europeu acabar nos bolsos de empresas amigas. Muito se tem falado do perigo de fraudes com os fundos da bazuca, mas o risco mais sério, como lembrou Susana Coroado, não é o de haver dinheiro desviado dos fins a que se destina. É de que esses fins, logo para começar, sejam definidos não em função do interesse nacional, mas para conveniência de grandes interesses com acesso ao poder.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui