O terrorismo e a Policia Judiciária
António Ventinhas Magistrado
18 de abril de 2018

O terrorismo e a Policia Judiciária

Os terroristas não pretendem matar pessoas, o que tencionam é lançar o medo e o terror entre as populações e alterar o seu modo de vida.

Na semana passada realizou-se o V Congresso de investigação criminal, organizado pela associação sindical dos funcionários de investigação criminal da Polícia Judiciária.

O tema do congresso foi o terrorismo e estiveram presentes especialistas nacionais e estrangeiros.

No evento foram homenageados, entre outros, Álvaro Militão, agente da Polícia Judiciária, morto pelas FPs 25.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui