Perdemos tempo e oportunidades
Ana Rita Cavaco
04 de novembro de 2020

Perdemos tempo e oportunidades

“O Ministério da Saúde sabe que não abriu um único concurso para Enfermeiros de cuidados gerais, ou especialistas, desde o início do ano. Foram, de facto, contratados, cerca de 1400 profissionais, mas esse é um número em linha com as contratações que são feitas todos os anos. A este número junta-se outro: quatro. Sim. Quatro meses de contrato. É isto que o Estado oferece a quem decide combater a Pandemia e cuidar do outro”

Poderíamos ter contratado mais cedo? Deveríamos. Poderíamos ter reorganizado os serviços desde Março? Deveríamos. Poderíamos ter reforçado camas? Óbvio. Poderíamos ter colocado os especialistas em Saúde Pública a trabalhar onde fazem falta? Claro. Então, por que razão não o fizemos? Porque para Saúde continuamos a contar tostões, a pensar demasiadas vezes antes de investir.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login