Obrigada, Dra. Graça!
Ana Rita Cavaco Bastonária da Ordem dos Enfermeiros
21 de janeiro

Obrigada, Dra. Graça!

Os críticos dirão que Graça Freitas cometeu demasiados erros. Prefiro pensar que eu teria cometido muitos mais. Aliás, tenho a certeza que neste País ninguém teria cometido menos. O adeus de Graça Freitas faz-me refletir sobre o que andamos cá a fazer. Sobre o que fica depois de termos dado o melhor de nós.

As conversas pessoais que tivemos vou levá-las comigo. Lembro-me, em particular, de um telefonema delicado em que percebi que Graça Freitas jamais deixaria de proteger e defender os enfermeiros, mesmo que para isso fosse preciso enfrentar alguns poderes instalados. Essa conversa morrerá connosco, mas posso garantir que marcou, sem mais ninguém saber, a vida de milhares de profissionais.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login