Não vacinem chicos-espertos
Ana Rita Cavaco
01 de fevereiro

Não vacinem chicos-espertos

Ponto prévio: O mundo dos chicos-espertos não nasceu com a Pandemia, nem sequer é consequência, como parecem indicar os mais recentes episódios do processo de vacinação em curso.

O chico-espertismo anda por aí há longos anos e salta à vista em momentos de crise. É o que está a acontecer com os fura filas do processo de vacinação. Gente que aproveita o lugar que ocupa na sociedade para subverter a cadeia de prioridades e encontrar uma forma de se proteger a si e aos seus, ignorando que aquela vacina seria mais útil a outra pessoa. Isto não é apenas chico-espertismo, é crime. E se não é, devia ser. Foi por isso que já apresentei as minhas preocupações à Procuradoria Geral da República.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login