Novas imagens mostram forte deterioração do Titanic

Correio da Manhã 21 de agosto de 2019

Nas primeiras imagens em mais 14 anos, equipa de mergulho testemunhou que navio afundado em 1992 está a deteriorar-se mais rápido do que o previsto.

Pela primeira vez em 14 anos, uma equipa de mergulho revisitou o navio Titanic e captou imagens com resolução 4K que mostram o avançado estado de deterioração em que se encontra a histórica embarcação.

Segundo a reconhecida equipa de exploração liderada pelo explorador Victor Vescovo, a embarcação está a deteriorar-se mais rápido do que o previsto e algumas das áreas históricas do navio já desapareceram como é o caso da famosa banheira do capitão do Titanic. 

Ao longo de cinco mergulhos - feitos em oito dias - a 3.800 metros de profundidade no Atlântico, a equipa técnica da empresa Triton Submarines registou cada pormenor do navio.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais