EUA

Estado Islâmico reivindica massacre em Las Vegas

Estado Islâmico reivindica massacre em Las Vegas
Mariana Branco 02 de outubro de 2017

A agência de propaganda do grupo terrorista afirmou que Stephen Paddock, o homem de 64 anos responsável pelo tiroteio, se converteu ao Islão há meses.

A agência de propaganda do Estado Islâmico, Amaq, afirmou que Stephen Paddock, o homem de 64 anos responsável pelo tiroteio que ocorreu na noite de domingo durante um concerto de música country, em Las Vegas, se converteu ao Islão há meses atrás, reivindicando o ataque.

Pelo menos 50 pessoas morreram e 400 ficaram feridas no que é o pior tiroteio da história dos Estados Unidos.

Paddock suicidou-se no quarto de hotel onde estava hospedado antes de chegarem as autoridades. 
A sua companheira foi detida pelas autoridades norte-americanas, estando a ser interrogada.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais