Notícia

Reino Unido

Brexit: Campanha oficial Vote Leave multada por violar lei eleitoral

17.07.2018 09:13 por Lusa
Na segunda-feira, o Governo britânico descartou a possibilidade da realização de um segundo referendo ao Brexit, afirmando que tal não acontecerá "em nenhuma circunstância".
Foto: Getty Images
Foto: Getty Images
Foto: Sábado
Foto: Sábado

brexit

A campanha oficial para o voto a favor da saída do Reino Unido da União Europeia (Brexit) - Vote Leave - foi multada por violar a lei eleitoral, anunciou esta terça-feira a Comissão Eleitoral.

Segundo revelou a Comissão Eleitoral, esta estrutura "realizou uma investigação aprofundada sobre os gastos e campanhas de Voto Leave e BeLeave" no referendo de Junho de 2016 e "encontrou provas substanciais de que os dois grupos estavam a trabalhar num plano comum, não declararam seu trabalho em conjunto e não respeitaram os limites de gastos (de campanha) legais".

Na segunda-feira, o Governo britânico descartou a possibilidade da realização de um segundo referendo ao 'Brexit', em resposta ao apelo da antiga ministra da Educação britânica Justine Greening, afirmando que tal não acontecerá "em nenhuma circunstância".

O porta-voz do Governo acrescentou ainda que as negociações sobre o acordo de saída e as futuras relações com o bloco comunitário foram retomadas de forma oficial (na segunda-feira), em Bruxelas.

pub

O plano defendido pela primeira-ministra britânica, Theresa May, que põe fim à livre circulação de pessoas e cria de um novo sistema de controlo da imigração, garante, segundo o Governo britânico, o respeito pelo resultado do referendo, pois o parlamento britânico mantém o direito de decidir sobre a legislação a aprovar e as respectivas consequências para o relacionamento com a UE.

A apresentação desta proposta resultou nas demissões do negociador britânico, Davis Davis, e do ministro dos Negócios Estrangeiros, Boris Johnson, em desacordo com a forma como estão a decorrer as negociações para a concretização da saída do Reino Unido da UE.


pub
pub