Entrevista
Entrevista

Dulce Martins: "As crianças aprendem a mentir com os adultos. Sempre”

Dulce Martins: 'As crianças aprendem a mentir com os adultos. Sempre”
Lucília Galha 17 de dezembro de 2022

Os estudos confirmam que a mentira não é uma capacidade inata, mas é inevitável. A investigadora Dulce Martins explica porquê.

A história de Pinóquio é um bom exemplo de onde e como começa a mentira. Conclusão: é mesmo no seio da família. “Não é que o pai o ensine a mentir, mas Pinóquio mente para se safar e para o pai não ficar triste”, diz à SÁBADO a professora doutorada em Psicologia da Educação, Dulce Martins. “Acontece o mesmo com as nossas crianças”, acrescenta a investigadora cuja dissertação de mestrado foi sobre este tema. Concluiu que as crianças mentem pelos mesmos motivos que os adultos: quando querem obter algo ou alcançar um objetivo. O que varia é a intenção com que o fazem. Nesta entrevista, a professora que dá aulas de Psicologia da Aprendizagem no ISCTE Sintra revela ainda que as crianças mentem assim que aprendem a falar. E que isso é normal.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
A Newsletter As Mais Lidas no seu e-mail
Às Sextas-Feiras não perca as notícias mais lidas da semana