Schäuble foi dos mais céticos mas também dos primeiros a reconhecer sucesso

CM 09 de outubro de 2017

À entrada para a reunião, Wolfgang Schäuble apontou precisamente Portugal como "prova" do sucesso da política de estabilização do euro e uma ilustração de um "final feliz".

Por Correio da Manhã

O secretário de Estado das Finanças admitiu esta segunda-feira que Wolfgang Schäuble deixa "uma marca indelével" no Eurogrupo, recordando que o ministro alemão foi dos mais céticos quando o Governo português tomou posse, mas dos primeiros a saudar o seu trabalho.

No final da reunião que assinalou a despedida de Schäuble do fórum de ministros das Finanças da zona euro, Ricardo Mourinho Félix comentou que o futuro presidente do Bundestag "foi um dos ministros mais céticos em relação àquilo que era a configuração do novo Governo português e a capacidade de promover uma continuação de consolidação orçamental e um crescimento inclusivo", mas "também foi dos primeiros a reconhecer que o Governo tinha feito esse trabalho e a saudar o Governo português por isso".

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login