Proprietários lisbonenses: Limites ao arrendamento violam os direitos humanos

Negócios 26 de outubro de 2018

Luís Menezes Leitão, presidente da ALP, criticou os "ataques que a propriedade está a ter, em consequência das medidas de restrições ao arrendamento do Estado" e que não têm paralelismo nos outros países do mundo, a não ser "talvez na Venezuela".

Por Lusa - Jornal de Negócios

A Associação Lisbonense de Proprietários (ALP) criticou hoje as medidas de controlo do arrendamento levadas a cabo pelo Estado português, considerando que são uma violação dos direitos humanos.

 

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login