Portuguesa reclama justiça para filho morto em prisão francesa

CM 09 de maio de 2018

Foi dito que Valentim Gonçalves, de 33 anos, tinha morrido de ataque cardíaco, mas advogado diz que jovem "foi morto com uma faca no coração".

Por Correio da Manhã

A portuguesa Filomena Gonçalves quer levar a tribunal a morte do seu filho que teria sido assassinado na noite do passado domingo para segunda-feira, na prisão de Fresnes, nos arredores de Paris, uma semana antes de ser liberto.

A cidadã portuguesa de Bragança contou à Lusa que lhe telefonaram da cadeia, na segunda-feira, para a informar que o filho, Valentim Gonçalves, de 33 anos, tinha morrido de ataque cardíaco, mas o seu advogado soube que o jovem "foi morto com uma faca no coração".

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login