Cientista alerta para perigo de combustível acumulado em zonas ardidas

CM 05 de dezembro de 2018

"A acumulação de combustível" poderá provocar, "dentro de dois ou três anos", situações idênticas ou "mesmo piores".

Por Lusa - Correio da Manhã

O diretor do Centro de Estudos sobre Incêndios Florestais, Xavier Viegas, alertou esta quarta-feira, em Coimbra, para a necessidade de impedir a acumulação de combustível nas áreas ardidas, que favorecerá a ocorrência de novos grandes incêndios.

"Estou apreensivo" com o que está a acontecer em Portugal nas áreas queimadas pelos fogos de 2017, designadamente com "a acumulação de combustível", que poderá provocar, "dentro de dois ou três anos", situações idênticas ou "mesmo piores" do que as que ocorreram o ano passado, disse o cientista Xavier Viegas, que falava numa conferência no Rómulo/Centro Ciência Viva da Universidade de Coimbra (UC).

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login