Os pratos cheios
Ângela Marques Jornalista
14 de maio

Os pratos cheios

Ela parava, virava costas à bancada, e de pano de cozinha na palma da mão, dava mais um spoiler

Ela cozinhava como falava: sem avental nem receita. A história devia ser boa, não me lembro (claro que lembro, era ótima, mas pelo menos duas famílias ficariam indispostas se a repetisse aqui). A cada passo que dava na mise en place, ela parava, virava costas à bancada, e de pano de cozinha na palma da mão, dava mais um spoiler. Sentada num canto com um copo de branco, eu salivava pela carbonara em construção.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Opinião Ver mais