Contra a violência e os discursos de ódio
Sandra Felgueiras
12 de maio

Contra a violência e os discursos de ódio

Com um SEF altamente debilitado, à espera da extinção, câmaras municipais que funcionam, muitas delas, sem rei nem roque, e um Governo que age em função das conveniências, o que se pode esperar senão casos e mais casos que, no limite, só nos envergonham perante a Europa e o mundo?

Há anos que a comemoração de títulos ou de jogos importantes fica terrivelmente associada à violência e, mesmo, a homicídios. Este ano não foi diferente. A morte de um jovem de 26 anos que pertencia à claque dos Super Dragões, assassinado por outro jovem da mesma claque, deveria obrigar-nos a refletir seriamente sobre o fenómeno.
O futebol é um espetáculo que desperta sentimentos inexplicáveis.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui