Norberto Lobo está longe da perfeição, e "tá-se bem"

Entrevista – A dias do último concerto de uma residência de três datas na Galeria Zé dos Bois, em Lisboa, falámos com o virtuoso guitarrista sobre o seu método de trabalho, colaborações recentes e atitude perante a música.

Sábado
Leia a revista
Em versão ePaper
Ler agora
Edição de 15 a 21 de abril
As mais lidas GPS
Norberto Lobo está longe da perfeição, e 'tá-se bem'
Pedro Henrique Miranda 23 de março de 2019

"Como não? Quer dizer, acho que sim. Não sei responder à tua pergunta, espero que sim". A caminho do Jardim da Estrela, em Lisboa, para falar com Norberto Lobo sobre os últimos projetos a que se tem dedicado, não antecipávamos que o seu depoimento estivesse repleto destas pequenas interjeições que, mais do que propriamente hesitação e incerteza, pareciam denunciar um artista muito mais investido em criar do que em prestar-se a análises, comentários e desconstruções dessa criação. "Outros se calhar respondem-te a isso melhor do que eu", dizia, como se forçado concretizar, de repente, o teor de uma música melhor desfrutada em termos abstratos.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
A Newsletter Semanal Gps no seu e-mail
A GPS indica-lhe as melhores sugestões de fim de semana. Receba todas as semanas no seu email. (Enviada semanalmente)