Conheça história e o percurso da joalheira Maria João Bahia

É no número 102 da Avenida da Liberdade que a joalheira pode ser encontrada. Leia a entrevista

Sábado
Leia a revista
Em versão ePaper
Ler agora
Edição de 25 de novembro a 1 de dezembro
As mais lidas GPS
Inês Mendes Oliveira 30 de maio de 2018

"Tinha precisamente a sua idade", disse a joalheira Maria João Bahia, para falar da data em que se lançou no seu próprio negócio. "Apesar de ter começado o curso de ourivesaria em 1981, foi em 1985 que comecei a trabalhar sozinha." Hoje com uma carreira consolidada, a joalheira nem sempre teve intenções de se dedicar exclusivamente ao design e à criação de jóias. Inicialmente fazia bijuterias, mas o seu foco estava no curso de Direito, que foi suplantado pela paixão de trabalhar numa oficina. "Sou de Lisboa e fui trabalhar para o Porto para aprender as técnicas de repuxar e de cinzelar. Aprendi a trabalhar as peças grandes de decoração no Porto, e a joalharia com gravações em Lisboa."

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
A Newsletter As Mais Lidas no seu e-mail
Às Sextas-Feiras não perca as notícias mais lidas da semana