Primeiro-ministro italiano confiante que diálogo vai evitar sanções europeias

CM 25 de novembro de 2018

"Estou confiante de que o diálogo poderá evitar um procedimento disciplinar", afirmou Giuseppe Conte.

Por Lusa - Correio da Manhã

O primeiro-ministro italiano disse estar confiante que o diálogo com Bruxelas vai evitar sanções contra o país por razões orçamentais, mesmo depois da "reunião inconclusiva", este sábado, com o presidente da Comissão Europeia.

"Estou confiante de que o diálogo poderá evitar um procedimento disciplinar", afirmou Giuseppe Conte, momentos após uma reunião com Jean-Claude Juncker, na sede da comissão.

A reunião, marcada dias depois de Bruxelas ter rejeitado novamente o orçamento italiano, abrindo porta a sanções financeiras contra o país, "não foi conclusiva", reconheceu, ainda assim, o chefe do Governo italiano, acompanhado pelo ministro das Finanças, Giovanni Tria.

O anúncio da recomendação de abertura de um procedimento por défice excessivo a Itália com base na dívida, feito quarta-feira pelo comissário dos Assuntos Económicos e Financeiros, Pierre Moscovici, e pelo comissário responsável pela pasta do Euro, Valdis Dombrovskis, não terá surpreendido ninguém, nem mesmo o Governo italiano, reiteradamente alertado por Bruxelas para o desvio flagrante das regras do Pacto de Estabilidade e Crescimento (PEC).

A nova rejeição do plano orçamental de Itália para 2019 -- que já tinha sido 'chumbado' por Bruxelas em 23 de outubro, numa decisão inédita na história do PEC - e a consequente abertura de um procedimento por défice excessivo foram, contudo, apenas os primeiros passos naquele que se adivinha como um longo processo que poderá demorar meses e não estar concluído antes das eleições europeias de maio.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login