Presidente da easyJet pede redução no salário

CM 29 de janeiro de 2018

Pedido surge em nome da "igualdade salarial" entre homens e mulheres.

Por Correio da Manhã

O presidente executivo da companhia aérea easyJet, Johan Lundgren, pediu uma redução do ordenado, de 740 mil libras brutas anuais (836.200 euros), para mostrar "compromisso" com a igualdade salarial, informou esta segunda-feira a empresa.

Lundgren, que faz parte da easyJet desde o passado dia 01 de dezembro, pediu que o seu vencimento seja equivalente a 706 mil libras brutas anuais (794.390 euros), o mesmo que ganhava a sua antecessora, Carolyn McCall, que deixou a companhia de baixo custo em novembro passado.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui