Piloto tinha um mandado de prisão na Bolívia

CM 05 de dezembro de 2016

Acidente causou a morte a 71 das 77 pessoas que seguiam a bordo, incluindo a maioria dos jogadores da Chapecoense.

Por Correio da Manhã

O piloto Miguel Quiroga, que comandava o avião que caiu na semana passada causando a morte de 71 pessoas, tinha um mandado de prisão contra si por ter desertado da Força Aérea Boliviana, informou esta segunda-feira o governo do país.

"O capitão Quiroga, que era o piloto do avião acidentado, tinha um julgamento pendente com a Força Aérea Boliviana, tendo, inclusive, um mandado de prisão contra si", disse hoje o ministro boliviano da Defesa, segundo a agência estatal ABI.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login