Mulher recebia pensão de uma pessoa que inventou

CM 28 de setembro de 2016

Suspeita falsificou documentos para criar nova identidade e receber benefício.

Por Correio da Manhã

O Ministério Público deduziu acusação contra uma mulher de Coruche que terá recebido uma pensão social de invalidez em nome de uma pessoa que não existe, com um prejuízo estimado de 54,3 mil euros à Segurança Social.

A arguida foi acusada pela prática, em autoria material, na forma consumada e concurso real, de um crime de burla tributária, três crimes de falsificação de documento e um crime de detenção de arma proibida, tendo sido igualmente constituído arguido o filho, por detenção de arma proibida.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login